Rod. Campos-Itaperuna (BR-356), Km 15, Sapucaia Campos dos Goytacazes/RJ | Caixa Postal n° 114.561
CEP 28010-972 | Tel.: (22) 2737 6007

Cotação

Notícias

Campos vai sediar o V Seminário da Cana de Açúcar

Nos dias 29 e 30 de setembro Campos vai sediar o V Seminário da Cana de Açúcar. O evento vai discutir expectativas econômicas para o setor nas próximas safras. Cerca de 400 produtores devem comparecer aos debates, que serão realizados no campus da Universidade Federal Rural do Estado do Rio de Janeiro (UFRRJ).
Segundo a Associação Norte Fluminense dos Plantadores de Cana (Asflucan), atualmente existem mais de dez mil fornecedores em Campos dos Goytacazes, São João da Barra, São Francisco de Itabapoana, Cardoso Moreira, Quissamã e Carapebus. A cana cultivada nas propriedades rurais destes municípios é comercializada para três grandes empreendimentos do setor sucroalcooleiro, Coagro e Canabrava localizadas em Campos e Usina Paineiras que fica em Itapemirim no estado do Espírito Santo.
Palestrantes e debatedores vão mostrar ao público novas variedades de cana que podem ser produzidas nos municípios fluminenses e capixabas. No seminário também serão apresentadas formas de investimentos, tecnologias, maquinários e técnicas de cultivo.
O presidente da Asflucan, Tito Inojosa, ressalta que a programação foi pensada para atender a atual demanda do setor. “Pensamos em discutir assuntos que vão despertar o interesse do produtor de cana de açúcar, que é o nosso principal parceiro. Apresentar a ele opções de cultivo, demonstração prática de máquinas e equipamentos agrícolas que podem ser usados no campo. Também colocamos em prática as condições climáticas e vamos discutir ações necessárias para a malha dos canais em estruturas já existentes na região”, comentou.
O norte fluminense tem forte tradição no cultivo da cana, para o próximo ano o setor sucroenergético irá ganhar mais um reforço, está prevista a retomada da unidade Paraíso Coagro, localizada em Tócos na Baixada Campista.
“Um investimento privado de 50 milhões de reais, que vai possibilitar a geração de 1500 empregos dando preferência a mão de obra local. Estamos na expectativa de aumentar o cultivo para atender também a este novo empreendimento e impulsionar cada vez mais o agronegócio na região”, finalizou.

Compartilhe esta notícia:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

outras notícias