Rod. Campos-Itaperuna (BR-356), Km 15, Sapucaia Campos dos Goytacazes/RJ | Caixa Postal n° 114.561
CEP 28010-972 | Tel.: (22) 2737 6007

Cotação

Notícias

Governador em Campos para evento que marcou início da safra da Coagro

A chuva forte que caiu na manhã desta terça-feira (10/05) não impediu que o governador Cláudio Castro viesse a Campos prestigiar o início da safra na Cooperativa Agroindustrial do Estado do Rio de Janeiro (Coagro). Castro participou da tradicional missa realizadas todos os anos no início da moagem, comungou e cantou durante a celebração religiosa. 

Ao lado do prefeito Wladimir Garotinho, o governador anunciou que a ordem de serviço para as obras do Parque Saraiva será assinada em breve. Já uma das obras mais aguardadas na região, a Ponte da Integração, ficará para 2023. “A entrega está pré marcada para 31 de maio de 2023”, disse o governador.

Ele também disse que o Estado tem feito todo o esforço para contribuir para o desenvolvimento econômico do interior. “Nos últimos meses temos trabalhado para melhorar a infraestrutura, dar mais apoio para o produtor, melhorando estradas e diminuindo impostos. Melhorando também a questão portuária, estamos investindo, a ferrovia chegando ao Porto do Açu e vamos concluir a Ponte (Da Integração), que aí sim, nós teremos infraestrutura de qualidade para que nossa agricultura possa crescer”, disse.

Durante a cerimônia, que contou com a presença de centenas de pessoas, incluindo produtores rurais, trabalhadores da indústria e diversas autoridades, dois funcionários da Coagro foram homenageados, Sr. Gotardo, o funcionário mais velho da usina, e a gestora financeira Andréia. Ele recebeu uma placa das mãos do empresário Renato Abreu, presidente do grupo MPE, arrendatário da Usina Sapucaia, Andréia recebeu flores das mãos de Carla, esposa do presidente da Coagro, Frederico Paes.

Frederico, por sua vez, comemorou o início de mais uma safra que promete números expressivos. “Até a chuva veio abençoar esse início de safra. Ela que é uma das responsáveis pela produtividade dos nossos canaviais. “Devemos moer algo em torno de um milhão a um milhão e cem mil toneladas de cana, o que representará cerca de  65 milhões de litros de etanol e 300 mil sacos de açúcar, representando um aumento de 10% na produção em relação a 2022”, disse.

GERAÇÃO DE EMPREGOS E FÔLEGO PARA A ECONOMIA

“A expectativa é de geração três mil empregos diretos, além de outros contratados por empresas parceiras e fornecedores de cana, que pode chegar a duas mil pessoas. Este ano, acreditamos que teremos uma safra mais longa. Isso representa mais um mês de salário, 13º e férias para o colaborador “ destacou o presidente da Coagro. 

A previsão para esta safra é de gerar entre 350 a 400 milhões de reais para a economia local. “É importante salientar que 70% desse recurso é pago ao produtor de cana. Isso é dinheiro que fica aqui nessa terra. O restante usamos, grande parte com folha de pagamento da indústria, do pessoal agrícola. Então, recurso também que fica aqui na nossa região”, diz Frederico.

 Ele também reafirmou a abertura da usina Coagro/Paraíso para a safra 2023. “Estamos investindo no parque industrial, para transformar Paraíso e vamos acelerar a reforma para que em junho ou maio, que vem ela esteja moendo. Importante também destacar que todas essas canas estão sendo plantadas para o plantio mecanizado, ou seja, sem queima, colheita com cana crua” finalizou.

Compartilhe esta notícia:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

outras notícias